DICAS

Sacador de anzol

03/09/2012

 

O sacador de anzóis pode não ser um acessório utilizado exclusivamente na pesca de praia, mas nesta modalidade ele é muito importante, principalmente para que os peixes possam ser devolvidos com vida para a água.

A maioria das espécies que habitam as nossas praias possuem boca pequena, algumas inclusive de bom tamanho, como, por exemplo, a corvina. Para o sucesso em nossas pescarias,  temos que usar anzóis médios ou pequenos, quem somados ao fato dos peixes  abocanharem a isca de forma sutil e por sucção, faz com que o anzol acabe fisgando dentro da sua boca, dificultando a sua retirada.

Para facilitar a remoção do anzol, algumas ferramentas são muito utilizadas, como o fórceps, e uma outra, que possui o formato de uma caneta, porém em uma das extremidades fica uma agulha para abrir nós e na extremidade contrária, o sacador.

Os modelos citados acima podem provocar ferimentos graves e até levar o peixe à morte. Este modelo que estamos apresentando, em função do seu desenho e pela forma que é utilizado, minimiza muito esse problema.

Ele foi trazido do Japão no final da década de 90. A primeira vez que o vi,  foi na mão de um amigo que retornava para o Brasil e me trouxe um de presente. Depois de algum tempo, o acessório já era encontrado, principalmente nas lojas especializadas para pesca de praia.

Cheguei a pensar que aquilo seria apenas mais uma loucura de pescador. Porém, como este amigo não era pescador, ele não soube me explicar como eu deveria utilizá-lo.

Aos poucos, peguei o jeito de como ele funcionava e percebi a sua impressionante eficiência.

Como ele tem  formato de espiral, ao usá-lo faça com que  a linha seja posicionada no seu centro. Com uma das mãos mantenha a linha da pernada bem esticada, utilizando somente o peso do peixe; com a outra, segure o cabo do sacador com firmeza. Sem tocar no peixe, basta dar umas chacoalhadas, e o anzol irá se soltar da boca do peixe, ficando a seguir preso dentro do sacador.

Logo percebi que o que estava utilizando era um pouco fino, longo, oxidava e tinha um cabo pouco ergonômico. Acabei resolvendo buscar soluções para isso. Pesquisando, descobri em lojas especializadas para solda e ferramentas um material mais grosso, resistente e de aço inox, que era a haste para solda inox de dois milímetros.

Com uma barra de ferro e com alguns pedaços de broca fiz várias peças com diâmetros variados das espirais até encontrar os ideais, que são três, os quais eu utilizo dependendo do tamanho do anzol.

Com o cabo também fui fazendo alguns testes. Utilizei cabo de ferramentas comprados em lojas de R$ 1,99 e finalmente acabei encontrando algo muito bom: cabo de escovas dentais, aquelas que seriam descartadas. Elas possuem uma parte emborrachada, que oferece uma excelente pegada.

Com a ajuda de uma pequena retífica manual não só preparo o cabo, mas também dou o acabamento no ponto de corte da haste, que deve ficar um pouco arredondada e sem arestas, que poderiam danificar a linha e o nó do anzol, e que fatalmente poderiam provocar a ruptura nesses pontos.

Por desconhecimento, esse tipo de sacador ainda é pouco utilizado por aqui, mas, quem sabe, com  essa dica ele possa ser mais divulgado e utilizado. Com certeza isso fará com que as nossas solturas não sejam somente mais eficazes, mas também seguras.

Sacador de anzol

PLATAFORMA DE PESCA
Associação Plataforma de Pesca Entremares Araranguá
AV. Beira Mar Norte SN | Praia da Meta | Balneário Arroio do Silva/ SC
Telefones: Israel/Administrativo (48) 99820-3021